terça-feira, 7 de agosto de 2012

SEMINÁRIO DE METODOLOGIA POPULAR DA BÍBLIA



Nos dias 21 e 22 de abril de 2012, mulheres e homens que assessoram as diversas modalidades de ação do CEBI em Pernambuco, vindos desde o sertão até o litoral, se debruçaram sobre o jeito como estão alimentando a Educação Popular a partir da Leitura Popular da Bíblia - LPB). Tiveram como facilitadora Adélia Carvalho (biblista, artística plástica, com vasta experiência no campo da metodologia da educação popular) e como facilitador José Leandro (biblista, mestre em linguística, estudioso da educação popular).
Este Seminário é parte da execução do Planejamento do CEBI – Pernambuco para o ano 2012, e surgiu a partir das discussões na assembleia estadual, na qual foi percebido que havia a necessidade de rever as práticas metodológicas do CEBI no estado.
Os objetivos específicos: vivenciar o Espírito que move a Palavra em meio ao povo de Deus; aprimorar os conhecimentos e saberes nas práticas de LPB nas comunidades e grupos assessorados pelo CEBI no Estado de PE; apropriar-se das ferramentas metodológicas utilizadas na Educação Popular aplicando-as à Leitura Popular da Bíblia.
O espírito que move a palavra foi celebrado desde início, quando o grupo apresentou-se diante da Divindade, na abertura do Seminário, ofertando terra, água, fogo e ar, juntamente com seus próprios corpos.
 Ao longo do seminário, através de diversas formas de atividades individuais e em grupo, com apresentações e discussões em plenária, as pessoas participantes buscaram responder algumas perguntas:

1)    Como, de fato, fazemos a LPB em nossas comunidades e grupos?
2)    Podemos dizer que de fato estamos praticando a ação popular, em nosso jeito de ler a Bíblia? Em que aspectos sim e em que aspectos não?
3)    Como você estuda a Palavra de Deus e medita sobre ela? E como consegue relacionar os textos bíblicos com sua vida?
4)    O que entendemos quando falamos que a nossa proposta metodológica parte da realidade?  O que engloba este ponto de partida?     
    Estas indagações são, ao mesmo tempo, fruto das inquietações verbalizadas na assembleia estadual de 2011, e, foram reforçadas nas reflexões promovidas nas áreas do Estado (Sertões, agreste, litoral), em preparação para o Seminário Estadual.
            Em um primeiro momento, individualmente, as pessoas  escreveram uma carta sobre a sua experiência pessoal e como assessor/a na LPB. Em um segundo momento, por área (sertões, agreste, litoral), juntaram as vivências expressas na carta individual, o que deu origem a carta por área.
            Por fim, os dias de estudo, convivência e celebração resultaram em um compromisso, que se expressa na Carta de Pernambuco, promulgada, por todas as pessoas participantes,  que é a comunhão da vida do CEBi no estado.

Recife, abril de 2012

Adélia Carvalho
José Leandro
José Josélio
Rosicleide Trindade (Mana)
Sílvia Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário